Rodas de samba do Rio de Janeiro

O Carnaval acabou, mas o samba não sai do pé dos brasileiros! O ritmo mais popular do Brasil celebrou, em 2016, 100 anos. Com tradição no Rio de Janeiro, o estilo musical começou a circular na Cidade Maravilhosa logo após a Abolição da Escravatura (1888) e as rodas de samba se tornaram parte da tradição carioca.

Os negros libertos foram viver nos arredores cariocas, como a praça Onze e a Pedra do Sal, onde deram origem ao samba, a partir do maxixe e outras referências de ritmos africanos. Hoje esses lugares são tradicionais na cidade por oferecerem incríveis rodas de samba.

Por isso, a cidade carioca é conhecida como reduto do samba no país. E, claro, para não perder o gingado desse ritmo e nem a comemoração dos 100 anos de samba, listamos 6 rodas de samba do Rio de Janeiro, que você não pode deixar de conhecer. Veja:

1 – Pedra do Sal:

O local fica no Morro da Conceição e é um dos principais redutos do samba carioca. A Pedra do Sal tem esse nome, porque era onde os escravos descarregavam o sal vindo da Europa para a cidade. Como era um ponto conhecido na época, os primeiros sambistas e famílias quilombolas se encontravam no local para esquentar os pandeiros. Vale acessar a página da Roda de Samba Pedra do Sal para ter mais informações.

Também é importante ressaltar que a Pedra do Sal é monumento histórico e religioso que foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro, tamanha a sua importância histórica.

Rodas de Samba:

As rodas ocorrem às segundas, das 18h às 22h, quando não chove.

Endereço: Largo João da Baiana, Rua Argemiro Bulcão, Saúde.

2 – Samba do Trabalhador

A roda de samba do Trabalhador virou ponto de encontro de grandes sambistas cariocas há mais de 10 anos no Rio de Janeiro. Elas ocorrem no Clube Renascença e são comandadas pelo sambista Moacyr Luz, que sempre convida grandes nomes da música e da velha guarda do samba.

Powered by Rock Convert

Rodas de Samba:
O Samba do Trabalhador ocorrem todas às segunda-feiras, às 16h30.
Endereço: Renascença Clube, Zona Norte da cidade, na Rua Barão de São Francisco, 54, Andaraí. Telefone: (21) 9 8177-8161.

Leia também:
Conheça os 4 melhores carnavais do Brasil
Para onde viajar: Rio de Janeiro ao interior de São Paulo

3 – Samba da Ouvidor

Rodas de samba do Rio de Janeiro

Samba da Ouvidor | Fonte: Banco de Imagens

As rodas de Samba da Ouvidor acontecem sempre na esquina da Rua da Ouvidor com a Rua do Mercado, em dois sábados por mês. O evento deu novos ares à Praça XV, que, por conta das rodas de samba, hoje oferece milhares de alternativas gastronômicas e culturais. É na página do Samba da Ouvidor que as rodas de samba são marcadas e divulgadas.

Rodas de Samba:
As rodas da Rua da Ouvidor acontecem em dois sábados por mês, das 15h às 22h.
Local: Rua do Ouvidor com a Rua do Mercado, Centro.

4 – Rodas de Samba do Bar do Bip Bip

O local é um botequim clássico carioca, criado por uma figura muito conhecida no Rio de Janeiro, o Alfredinho. O que torna o lugar especial é que o bar é conhecido como um boteco “sem frescuras” e nem um pouco “gourmetizado”, isso porque você mesmo se serve e pega a sua própria bebida.

Rodas de Samba:
Ocorrem sempre às quintas, sextas e domingos.
Endereço: Rua Almirante Gonçalves, 50, Loja D Copacabana. Telefone: (21) 2267-9696

5 – Samba dos Guimarães (Pulgas)

Esse samba, que também é conhecido como Samba do Mercado das Pulgas, sempre acontece no bairro de Santa Teresa, no Casarão da Federação. O local é um charme, pois em volta tem a circulação do famoso bondinho do bairro. Sem contar que as rodas sempre estão sob comando de grupos tradicionais, que resgatam os melhores repertórios de sambistas consagrados.

Rodas de Samba:
A roda acontece todos os sábados.
Endereço: Rua Almirante Alexandrino, 501, Largo dos Guimarães, Santa Teresa.

6 – Movimento Cultural Roda de Samba do Barão

O bairro de Vila Isabel é palco das ações do Movimento Cultural Roda de Samba do Barão. O evento traz músicas criadas por grandes compositores como Ary Barroso, Pixinguinha, Vadico e Chiquinha Gonzaga. Para se ter uma ideia, o bairro de Vila Isabel foi o reduto de Noel Rosa e, agora, de Martinho da Vila. Na página do facebook do Movimento Cultural, você consegue saber um pouco mais sobre a programação.

Samba de Roda
Acontece dois domingos por mês, a partir das 13h.
Endereço: Praça Barão de Drummond, Vila Isabel.