Segundo o site do Ministério do Meio Ambiente, a definição de ecoturismo é o conjunto de passeios em parques, trilhas, praias e cavernas, de forma sustentável e consciente, sem agredir o meio ambiente e incentivando a geração de renda local.

Ecoturismo no Brasil | Fonte: Banco de imagens

Ecoturismo no Brasil | Fonte: Banco de imagens

Baseando-se nesta definição, o Brasil é um dos paraísos do ecoturismo. O que não falta em todo o país são belíssimos destinos em meio à natureza exuberante: parques, trilhas, praias, cavernas, cachoeiras, lagos, rios e toda a diversidade natural que torna o Brasil tão especial.

Muitos destinos podem ser visitados de ônibus, uma opção de viagem mais econômica, além de oferecer o prazer de já ir apreciando a paisagem pela janela. Vamos saber mais sobre os melhores destinos de ecoturismo no Brasil? Como todos são imperdíveis, nossa lista está em ordem alfabética.

Bonito

Bonito | Fonte: Banco de imagens

Bonito | Fonte: Banco de imagens

Cidade do Mato Grosso do Sul que compõe o complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, Bonito é um paraíso de belezas naturais e rios de águas transparentes, onde o turista nada com cardumes de peixes coloridos, como no Aquário Natural Baía Bonita.

O lugar ainda oferece cachoeiras, grutas e cavernas, além de opções para esportes radicais, como rapel no Abismo Anhumas, arvorismo e descida pelas corredeiras dos rios, sem falar nos vários balneários para se divertir com a família toda.

Vá encher os olhos de beleza em Bonito!

Cambará do Sul

Seja de bike, de cavalo, quadriciclo ou land rover, você vai se encantar com os belos cânions, cachoeiras, lajeados, rios e florestas de araucárias.

Cambará do Sul fica no Rio Grande do Sul, na região de Aparados da Serra. Além de admirar a natureza, a fauna e a flora, você ainda vai saborear um autêntico churrasco e outras delícias da culinária gaúcha.

Chapada Diamantina

Parque Nacional da Chapada Diamantina | Fonte: Banco de imagens

Parque Nacional da Chapada Diamantina | Fonte: Banco de imagens

O Parque Nacional da Chapada Diamantina se espalha por cerca de 152 mil hectares na caatinga baiana e oferece uma enorme variedade de atrações para ecoturismo. São cachoeiras, grutas, cavernas, paredões, morros, lagos subterrâneos e trilhas de diferentes graus de dificuldade.

Powered by Rock Convert

Há ônibus direto de Salvador até Lençóis, porta de entrada da Chapada, onde há boas pousadas e restaurantes que oferecem opções de comidas típicas dos garimpeiros, como o godó de banana, o cortado de palma e o pirão de parida.

Fernando de Noronha

Este não é bem um destino econômico, mas vai valer cada centavo gasto em suas férias no paraíso. As praias do arquipélago entram sempre em qualquer ranking nacional ou internacional de praias deslumbrantes.

Uma que está sempre nos primeiros lugares de qualquer lista é a praia do Sancho, alcançável por trilha considerada fácil. Além de praias de areia macia e água transparente, o arquipélago tem grande importância histórica.

Visite também o Forte Nossa Senhora dos Remédios e o Projeto Tamar, que cuida da preservação das tartarugas marinhas. Voos saem do Recife e de Natal.

Pantanal Matogrossense

Pantanal | Fonte: Banco de imagens

Pantanal | Fonte: Banco de imagens

Com natureza exuberante e fauna e flora riquíssimas, a região alagada do Pantanal do Mato Grosso não pode faltar quando se fala em ecoturismo no Brasil. A vida explode no Pantanal.

Percorra a Transpantaneira, a estrada-parque que liga Poconé a Porto Jofre, para ver animais em seu habitat natural. Pare sobre uma das pontes e você poderá ver famílias de jacarés. Ao longo da estrada,  veados, capivaras, garças, gaviões, martins-pescador e uma infinidade de animais serão seus companheiros de viagem.

Parque Nacional da Serra do Caparaó

Na divisa de Minas Gerais e Espírito Santo, a Serra do Caparaó abriga o terceiro pico mais alto do Brasil, o Pico da Bandeira.

É possível chegar de carro até o último mirante, para admirar a belíssima paisagem, mas, depois, o caminho deve ser percorrido a pé até o topo, mas só para quem está em boa forma, pois o final da trilha é bem inclinado.

Mas não se preocupe. Há trilhas fáceis dentro do parque para se refrescar nas cachoeiras.